Neojiba inaugura ateliê para construção de instrumentos de plástico

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Fotos: Elói Corrêa/GOVBA

A música clássica baiana ganhou um importante reforço na manhã desta quinta-feira (12), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). No Centro Educacional Santo Antônio, no Núcleo de Educação das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), foi inaugurado o Atelier de Lutheria de Plástico do Neojiba.

O espaço, que teve patrocínio do Governo do Estado, por meio do Programa Fazcultura, e da Braskem, representa a inovação social promovida pela segunda etapa do Projeto Orquestra Plástica, com a construção de violinos de plástico pelos próprios integrantes dos Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba).

“Jovens com faixa etária entre 6 e 29 anos vão ter o acesso a novos conhecimentos. Além de manter os estudos de música, passam a saber como construir o instrumento que vai tocar. Essa medida de construção do instrumento vai ser, inicialmente, para consumo interno. Essa é uma alternativa de ter mais equipamentos musicais para o número de participantes do Neojiba, que tem aumentado”, explica a diretora institucional do Neojiba, Beth Ponte.

O projeto, que articula, por meio da música, os campos da sustentabilidade e da inclusão socioprodutiva, prevê a fabricação de 120 instrumentos sinfônicos de cordas, a partir de tubos de PVC combinado com resina de poliéster e fibra de vidro. Com a inauguração do espaço, o interior da Bahia passa a contar com dois ateliês em operação, tendo o primeiro sido instalado no município de Angical, no extremo oeste do estado.