Advogado diz que estudante encontrado ferido no Rio Vermelho discutiu com gerente de boate

Fonte: Diorgenes Xavier

Crédito da Foto: Reprodução Facebook

A família do estudante Leonardo Moura, 29 anos, não aceita a versão oficial de que o jovem não resistiu aos ferimentos após cair da balaustrada da praia do Alto da Sereia, na Avenida Oceânica. Em entrevista à equipe de reportagem da TV Aratu, o advogado Leites Matos disse que o jovem discutiu com o gerente da San Sebastian, local onde esteve horas antes de ser localizado:

RV 1

Foto: Reprodução TV Aratu

“Se existe essa informação, as imagens das câmeras de segurança do local precisam ser disponibilizadas. Mais do que isso, existe uma câmera da prefeitura na frente da boate. Onde estão as imagens?”, questiona.

Matos pontua ainda que o jovem possuía diversas marcas e hematomas espalhados pelo corpo, incompatíveis com uma queda daquele local. Prova disso seriam as fotos retiradas dentro do Hospital Geral do Estado (HGE), local para onde ele foi encaminhado no dia 09 deste mês.

RV 2

Foto: Reprodução TV Aratu

“Elas [as imagens] apresentam indícios suficientes de autoria e agressão. Eu não sei quem foi e acredito que a polícia também não”. A princípio, ele recusou atendimento na unidade, para onde retornou horas depois, mas teve a morte confirmada na manhã do dia 11/09.

O advogado aponta ainda que as roupas utilizadas por Leonardo, que segundo a polícia foi localizado nas proximidades de uma vala de esgoto, não apresentam sinal de sujeira ou odor. “As roupas estão aqui e precisam ser periciadas. Assim, a própria perícia vai constatar que isso não procede”.

RV 3

Foto: Reprodução TV Aratu

Em nota, a assessoria da Polícia Civil informou que a investigação está em andamento. Ainda de acordo com o texto, a delegada Mariana Ouais, responsável pelo caso, ainda aguarda por imagens próximas ao local do acidente e os laudos periciais e cadavérico.

Os médicos que atenderam Leonardo no HGE, além de novos integrantes da família do estudante, também devem ser ouvidos nos próximos dias.

Já a assessoria da boate San Sebastian informou que a direção da casa desconhece a existência de qualquer desentendimento entre o gerente do estabelecimento e Leonardo. Além disso, se colocou à disposição da Justiça para possíveis esclarecimentos.