Novos ônibus: secretário esclarece dúvidas, mas não fala sobre ar-condicionado

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Monica Vasku/Aratu Online

O Secretário de Mobilidade Urbana de Salvador, Fábio Mota, em entrevista concedida à Tv Aratu, falou sobre algumas dúvidas que os usuários de ônibus da capital estão tendo com os novos veículos que já estão circulando. “Salvador passou 40 anos sem um processo licitatório”, comentou Fábio em relação à nova frota.

Na entrevista, Mota também esclareceu a questão dos idosos, já que o embarque de passageiros passa a ser pela frente. “Não muda nada na vida do idoso. Ele agora vai escolher se fica na frente ou se passa a catraca”. Questionado sobre a gratuidade desse tipo de usuário, Mota garantiu: “Se passar para a parte de trás, o cobrador terá um cartão que vai dar o direito ao idoso passar de graça.”

A catraca dos novos ônibus agora passa a ser pela frente, ou seja, o cobrador vai ficar mais perto do motorista. Na entrevista, Fábio Mota disse que essa é uma orientação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), porque, segundo uma pesquisa, a mudança ajuda a evitar assaltos. Dados da mesma pesquisa, apontada pelo Secretário, mostram que o índice de pessoas atropeladas quando desembarcam do ônibus é menor quando saem pela porta traseira.

A frota de coletivos da capital baiana será monitorada por GPS. Segundo Fábio Mota “Não vai ter um fiscal para todos os ônibus, o GPS dinamiza e melhora o transporte”.  Ainda segundo ele, o controle será feito por uma central de operações da prefeitura que permite também que o usuário, através de um aplicativo de celular, saiba quando os ônibus irão passar pelos pontos dos ônibus.

Na época em que a licitação foi lançada, o então Secretário de Transportes de Salvador, José Carlos Aleluia, chegou a dizer que “todos ônibus de Salvador terão ar-condicionado”. Os 300 novos veículos que começaram a rodar na semana passada não possuem o sistema. O Aratu Online entrou em contato com Fábio Mota para esclarecer o assunto, mas ele não quis falar com a nossa reportagem.