QUADRO INALTERADO: Dez primeiros dias de 2016 mantém alta média de homicídios em Salvador e RMS

Fonte: Dinaldo dos Santos

Crédito da Foto: Arte / Nestor Carrera

O número de homicídios ocorridos nos dez primeiros dias do ano de 2016 se mantém alto e proporcionalmente inalterado, quando comparado à média registrada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), em janeiro do ano passado, para Salvador e Região Metropolitana.

Desde o início deste ano até o último domingo (10/1), 58 pessoas foram assassinadas. Somente neste final de semana – entre a 0h de sábado e 23h59 do domingo – foram registradas 20 vítimas fatais de crimes violentos.

Segundo dados estatísticos da SSP-BA, em todo o mês de janeiro do ano passado, houve 180 homicídios: 116 na capital baiana e 64 na RMS. O número registrado, até então, no primeiro terço do mês se equivale ao verificado no mesmo período de 2015, representando em torno de 33% deste total.

Dentre os assassinatos deste ano, um mereceu destaque da mídia. Na madrugada da última sexta-feira (08/1), a universitária, Ekelânia Faro, foi morta durante uma briga com o soldado da Polícia Militar Edson Trindade dos Santos.

Entre as demais modalidades de crimes, pelo menos casos de latrocínios (roubos seguidos de morte) ainda não aconteceram em Salvador e RMS. No entanto, seis pessoas foram vítimas de estupro, 33 ônibus foram assaltados e 104 carros roubados, entre estes, 24 veículos atacados por bandidos, somente na última sexta-feira (08/1).