“Omolú, Obaluaê, São Lázaro e São Roque: aproximações e diferenças” é o tema da mesa redonda no IGBH

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Divulgação

“Omolú, Obaluaê, São Lázaro e São Roque: aproximações e diferenças” é o tema da mesa redonda promovida pelo Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, com o apoio da Secretaria de Cultura, que acontece dia 19 de agosto, das 14h às 18h. O encontro, coordenado pelo historiador Jaime Nascimento, tem por objetivo debater os pontos em comum e, principalmente, as diferenças entre os Orixás do Candomblé e os Santos da Igreja Católica, analisando como, historicamente, se deu a associação entre uns e outros.

São Roque e Omolú são homenageados no dia 16 de agosto. E, na Bahia, o encontro das culturas Ameríndia, Africana e Européia possibilitou – mais do que em qualquer outro lugar do Brasil – um amálgama extremamente denso entre as diversas práticas e crenças religiosas, dando origem ao fenômeno conhecido como Sincretismo Religioso.

Programação

13h – Credenciamento

14h10 – Abertura

14h20 – Mesa 1: Omolú e Obaluaê –  Profa. Dra. Cecília Soares (UNEB/UCSAL); Taata Anselmo Santos (Terreiro Mokambo)

15h40 – Debate

16h – Intervalo

16h15 – Mesa 2: São Lázaro e São Roque – Padre Lázaro Muniz (Catedral Basílica); Padre Cristóvão Przychocki (Santuário de São Lázaro e São Roque).

17h50 – Debate

18h – Encerramento com sorteio de livros e dvds