Operação no município de Nazaré desarticulou base de traficantes que atuam no bairro de Valéria, em Salvador

Fonte: Da redaçao

A operação realizada nesta terça-feira (18), em Nazaré, distante 193 quilômetros de Salvador, teve o objetivo de desarticular uma base de traficantes do município que atuam em parceria com criminosos que controlam o comércio de drogas no bairro de Valéria, em Salvador. De acordo com Marcos Maia, titular da delegacia de Nazaré, o grupo é liderado pelo traficante Adilson Souza Lima, o “Roceirinho”, que está detido no presídio de Serrinha. “A matriz é em Valéria, mas eles possuem outros braços, que atuam foram de Salvador, um deles aqui”, afirmou Maia ao Aratu Online.

Durante a ação, foram presos Luiz Alberto Alves Galvão, dono da principal funerária da cidade, e Cylene Souza Bandeira, a “Tia Ciça”. Ambos são suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas na cidade. A dupla será encaminhada ao sistema prisional.

Além disso, a polícia cumpriu mandados de busca e apreensão, através dos quais conseguiu localizar 200 gramas de maconha prensada, três coletes balísticos, três balanças de precisão e cadernos com  anotações do tráfico. “O trabalho foi finalizado hoje (terça-feira), mas continuará, pois há outros mandados a serem cumpridos, inclusive o de prisão do próprio Roceirinho, para que ele também responda por esses crimes”, explicou Maia. Todo o material será analisado pelo Departamento de Polícia Técnica.

“Roceirinho” é apontado como o líder do tráfico de drogas no bairro de Valéria e Palestina. De acordo com informações da assessoria da Polícia Civil, sua quadrilha tem ramificações em cidades do Recôncavo Baiano. Considerado extremamente perigoso, ele foi transferido, em 2015, para o presídio de segurança máxima do Mato Grosso, onde permaneceu em regime de isolamento, mas já retornou a Bahia.

A operação contou com a participação de 90 policiais do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Departamento de Polícia do Interior (Depin), Coordenação de Operações Especiais (COE), 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Santo Antonio de Jesus), Delegacias Territoriais (DTs) de Conceição do Almeida e São Felipe, da 3ª CIPM, CIPE/Cacaueira, 14° Batalhão da Polícia Militar, Grupamento Aéreo da PM (Graer), e Policia Federal.

Ônibus queimados em Valéria

ônibus 1

Foto: Divulgação Polícia Civil

Em dezembro do ano passado, os traficantes Alan Santos Fonseca, o “Junior Pial” ou “JP”, de 29 anos, e Fernando de Jesus Lima, o “Ojuara”, 28, foram presos acusados de incendiar um ônibus no bairro de Valéria. Na ação, ambos subiram no coletivo e mandaram os passageiros, além do cobrador e do motorista, descerem e atearam fogo no veículo.

ônibus 2

Foto: Reprodução Whatsapp

O atentado foi uma retaliação a morte do traficante conhecido como “Mamano”. Além do ataque ao ônibus, no mesmo dia, outro veículo teve a lataria pinchada com a palavra “luto”. De acordo com a polícia, ambos integravam o grupo de Roceirinho.