OPERAÇÃO “TARTARUGA”: PMs decidem reduzir atividades para pressionar governo

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: ilustrativa/Manu Dias/GOVBA

Os policiais militares ligados à Associação dos Policiais e Bombeiros (Aspra) decidiram em assembleia na tarde desta terça-feira (6/12) deflagrar uma operação denominada “tartaruga”. Um dos diretores da organização, Alexandre Santos, revelou ao Aratu Online que a ideia é pressionar o governo para negociar com a categoria.

O encontro desta tarde aconteceu no ginásio do Sindicato dos Bancários. Segundo o diretor da Aspra, policiais de Juazeiro, Vitória da Conquista, Porto Seguro e Ilheús também participaram da assembleia. “A ideia é manter o movimento até o dia 31 de dezembro, data limite para a negociação com o governo”, resume Santos.

Na última reunião, na sexta-feira (2/12), os policiais deflagraram o movimento Polícia Legal. Para sair às ruas, os agentes terão de possuir equipamentos como coletes à prova de balas e viaturas em bom estado. A categoria reivindica o reajuste salarial 2016 e volta do financiamento de imóveis feita pela Conder.

O Aratu Online entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, mas até a publicação desta matéria ainda não obteve resposta.

LEIA MAIS: POLÍCIA LEGAL: Por mais segurança, PMs decidem cruzar os braços em situação de risco

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline.