Otávio Mesquita tem papo polêmico com o deputado Jair Bolsonaro

Fonte: SBT

Crédito da Foto: Reprodução Vídeo

Nesta última terça-feira, 8 de março, Otávio Mesquita recebeu o deputado Jair Bolsonaro para bater um papo informal, no ressuscitado quadro “Minha Casa, Meu Estúdio”, onde entrevista seus convidados em sua própria casa. Com sua fama de polêmico e radical, Bolsonaro mostrou um lado descontraído, mas sem deixar suas ideias transparecerem. Logo no começo da entrevista, Otávio já alertou ao deputado que não haveria papas na língua em suas perguntas e pediu sinceridade nas respostas. Nem precisou.

Jair falou de tudo, desde seu passado militar, até as discussões na Câmara dos Deputados. Diversas vezes durante o papo, houve o assunto de que o deputado seria radical demais, mas ele se defende: “Não sou conservador”. Também comentou sobre um de seus desafetos em Brasília, o deputado Jean Wyllys. Contou que mesmo com as fortes brigas na Câmera, não esperava que Jean fosse ignorá-lo quando sentaram lado a lado em um avião. Jair diz se sentiu “discriminado” com tal atitude.

Em um ponto da conversa, Otávio fez uma “bate bola, jogo rápido”, fazendo perguntas rápidas com respostas precisas. Entre elas, questionou o deputado sobre algumas declarações que fez em entrevistas passadas. Um destas foi sobre uma afirmação sobre a ditadura militar, em que Jair não a defendeu, mas disse que era uma época mais tranquila para os cidadãos. Quase para o final da entrevista, Otávio convocou diversas personalidades e artistas para fazer perguntas a Bolsonaro, como Ratinho e Celso Russomano.

Diante das polêmicas, por outro lado, Jair Bolsonaro mostrou preocupação com a saúde masculina e disse: “Homem não se cuida.”. Também mandou indiretas a deputados, entre elas a seguinte: “Defenda as mulheres. Elas precisam de nós.”. E, quando questionado com o que faria se estivesse na presidência, Jair foi direto: “Mudaria tudo.”.