PAGOU, MAS NÃO LEVOU: Polícia pede prisão de homem que aplicou golpe usando camarotes

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Divulgação Polícia Civil

A titular da 16ª Delegacia Territorial (DT), da Pituba, delegada Maria Selma Lima, solicitou à Justiça nesta segunda-feira (27/2), o mandado de prisão preventiva contra Henrique Queiróz Muniz de Araújo Goes, de 23 anos, acusado de ter aplicado um golpe avaliado em mais de R$ 50 mil, em pelo menos 20 pessoas, neste Carnaval.

As vítimas compraram, por um valor mais baixo, camisas para dois dos mais caros e concorridos camarotes do Circuito Dodô (Barra/Ondina), e só perceberam que tinham caído em um golpe quando Henrique não compareceu ao local combinado, na quarta-feira (22/2), para efetuar a entrega das camisas. O dinheiro já havia sido depositado em uma conta corrente fornecida pelo golpista.

LEIA MAIS: VIOLÊNCIA NA AVENIDA: Homem morre após ser esfaqueado no circuito Barra-Ondina

No mesmo dia, os compradores registraram queixa na 16ª DT/Pituba e disseram à delegada Maria Selma Lima, titular da unidade, que toda a transação com Henrique foi fechada por meio de um aplicativo de troca de mensagens.

Foto: Divulgação Polícia Civil

Uma segunda pessoa, que não teve o nome revelado, apontada como responsável por intermediar o contato entre Henrique e as vítimas, também está sendo procurada.

LEIA MAIS: BARRADO NO BAILE: Preso na avenida, homem é conduzido ao presídio por envolvimento com o tráfico

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/portalaratuonline.