Pais de criança assassinada em Castelo Branco têm quadro estável; 2º Delegacia de Homicídios investiga o caso

Fonte: Da Redação

Crédito da Foto: Reprodução / WhatsApp

O casal que sofreu uma tentativa de homicídio, no bairro de Castelo Branco, em Salvador, na noite desta terça-feira (28) passa bem. Wêneda Paixão Cruz, de 19 anos e Jorge Luis Batista dos Santos Filho, de 23 anos passaram por cirurgia na manhã de hoje (29) e possuem quadro estável de saúde, mas não têm previsão de alta, segundo informações da assessoria do Hospital do Subúrbio. O filho do casal chegou sem vida ao hospital.

O crime ocorreu por volta das 21h, na 1ª Etapa de Castelo Branco, na Rua D, onde as vítimas que estavam a bordo de um táxi foram surpreendidas por três homens armados, que chegaram ao local a bordo de um carro (VW/Voyage de cor preta) e fizeram os disparos contra elas. Wêneda foi atingida no tórax e na perna. Já Jorge foi baleado na perna, abdômen e tórax. O menino foi atingido na cabeça, braço e abdômen, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A família foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhada para o Hospital do Subúrbio.

A motivação do crime, segundo informações da 47ª Companhia Independente da Polícia Militar é por conta de um acerto de contas, uma disputa, entre diferentes facções do tráfico de drogas que atuam na cidade.  Em contato com a assessoria da Polícia Civil, o Aratu Online foi informado que a autoria do crime permanece desconhecida, mas que as investigações já foram inciadas pela 2º Delegacia de Homicídios.