Petrobras demite gerente que foi auxiliar de Dilma; rumores indicam ação de Bolsonaro

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Imagem Ilustrativa

Sem esclarecer motivos, a gerente de Inteligência e Segurança da Petrobras, Regina De Luca, foi demitida do cargo. Fortemente ligada ao Partido dos Trabalhadores (PT), ela foi secretária de Segurança Pública do Ministério da Justiça no governo Dilma Rousseff.

De Luca chegou à companhia há dois anos a convite do então presidente, Pedro Parente e há rumores de que sua demissão já é reflexo de decisões do governo Jair Bolsonaro (PSL). A ex-gerente era uma das estrelas da campanha publicitária da estatal, que falava de medidas anticorrupção.

Na ação publicitária, Regina De Luca e outros funcionários citavam medidas para resgatar a confiança na estatal após a Lava Jato.

LEIA MAIS: Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos vai agregar Funai

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.