Polícia cumpre mandados contra suspeitos de planejar ato terrorista no DF

Fonte: Agência Brasil

Crédito da Foto: Futura Press

Policiais federais e civis do Distrito Federal estão cumprindo, nesta segunda-feira (31/12), sete mandados de busca e apreensão em endereços ligados a supostos integrantes de um grupo que reivindicou, na internet, a produção e o abandono de um artefato explosivo em uma igreja do Distrito Federal, no último dia 24. O artefato foi desativado pela polícia no dia.

Os mandados judiciais estão sendo cumpridos no Distrito Federal, em Goiás e em São Paulo. Como as investigações correm em segredo de justiça, a PF e a Polícia Civil do Distrito Federal não divulgaram detalhes da operação em curso. A PF informou apenas que os suspeitos são investigados por associação criminosa.

Por meio de uma página na internet, o suposto grupo divulgou ameaças ao presidente eleito Jair Bolsonaro, que toma posse nesta terça-feira (1/1), em Brasília. No texto em que reivindica ter construído a bomba deixada no Santuário Menino Jesus, em Brasilândia, os responsáveis pela página afirmam ser “uma ameaça real” que começou a operar em 2011, a partir do México, expandindo-se posteriormente pelo mundo e chegando ao Brasil em 2016 – quando, afirmam os responsáveis pela página, explodiram uma bomba de fragmentos no centro de Brasília.

Também no site, foram divulgadas fotos e um vídeo do que parece ser a produção do artefato explosivo, que foi detonado por policiais militares na igreja de Brasilândia no último dia 24.

LEIA MAIS: Oito embarcações operam na travessia Salvador-Mar Grande nesta segunda-feira

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003