Polícia descobre sítio em Sergipe que possivelmente foi usado por quadrilha que assaltou banco no Conde

Fonte: da Redação

Crédito da Foto: Internauta Aratu Online/ Deise Sampaio

A polícia da Bahia e de Sergipe realizaram buscas durante toda a madrugada desta quarta-feira (03) para localizar a quadrilha responsável pelo assalto ao Banco do Brasil, que espalhou terror na cidade do Conde nesta terça-feira (02).

De acordo com informações do delegado Mauricio Moradillo, do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (DRACO), após o assalto muitas informações desencontradas foram divulgadas e apuradas posteriormente com a ajuda da Polícia Militar de Sergipe. A polícia constatou que além dos 16 integrantes da quadrilha, que participaram da ação, outro grupo deu cobertura colocando fogo em um caminhão de gás no distrito de Altamira, entre o Conde e Esplanada, para impedir que a CIPE Litoral Norte realizasse a perseguição dos bandidos.

Foto: Internauta Aratu Online / Deise Sampaio

Foto: Internauta Aratu Online / Deise Sampaio

A informação divulgada anteriormente, de que um assaltante havia morrido durante a fuga, não foi confirmada pelo DRACO. Ninguém foi preso e nenhum material foi apreendido pela polícia.

Na fuga, os bandidos também atearam fogo a um caminhão guincho na Linha Verde impedindo a perseguição por terra. Um dos veículos usados por eles, um Tucson preto, também foi incendiado pelo bando na estrada.

Na busca, a população informou que a quadrilha estaria em um sítio no estado de Sergipe e chegando ao local a polícia encontrou quatro documentos de pessoas da Bahia e uma quantidade de roupa, além do contrato de locação do imóvel. Os documentos estão sendo analisados pela polícia, para saber se o local foi usado pela quadrilha como um “QG” no planejamento do assalto ao banco.

Um vídeo da fuga dos bandidos foi divulgado nas redes sociais mostrando os reféns amarrados no capô de uma Amarok branca e um carro preto usado por eles na ação. O delegado informou, que ao todo, seis reféns foram levados e libertados em Jandaíra, cidade que faz divisa entre a Bahia e Sergipe. Ninguém ficou ferido. A quantia levada pela quadrilha não foi divulgada.

Veja o vídeo:

O assalto está sendo investigado pela 2° Coordenadoria Regional de Polícia do Interior em Alagoinhas e pelo DRACO. A polícia acredita já ter identificado alguns integrantes e segue em busca dos bandidos.

O Assalto
Dezesseis homens invadiram o município do Conde, localizado a 190 quilômetros de Salvador, na manhã desta terça-feira (2), e assaltaram uma agência do Banco do Brasil. Durante a ação, a quadrilha efetuou disparos durante 20 minutos causando terror na cidade. Os tiros atingiram veículos que estavam estacionados e também a delegacia. Seis pessoas foram levadas como reféns pelo grupo.

Foto: Reprodução Whatsapp

Foto: Reprodução Whatsapp

Segundo um morador da cidade, que não quis se identificar, os homens estavam encapuzados e fortemente armados e atiraram pra cima para intimidar a população. Os bandidos ficaram alguns minutos na agência e saíram levando o gerente do banco e mais cinco reféns, alguns deles amarrados aos carros. A quadrilha chegou a bordo de dois veículos e fugiu em direção a Aracaju pela Linha Verde.