Polícia divulga fotos de 68 assaltantes de bancos apontados como mais perigosos da Bahia

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil disse na tarde desta sexta-feira (04) que a fotografia dos 68 assaltantes de banco identificados com atuação na Bahia está disponível em um aplicativo criado pelo órgão, o SIPP. O trabalho de investigação é feito pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Dentre os homens mais procurados estão José Francisco Lume, o “Zé de Lessa”, Rogério Santiago, o “Rogerinho”, e Gilvandro Lima dos Santos, o “Vando PC”. Segundo dados da própria polícia, 107 pessoas envolvidas em roubos a agências bancárias e explosões a terminais de autoatendimento, na capital baiana e interior do estado, foram presos pelo departamento em nove meses de atuação.

De acordo com o delegado Jorge Figueiredo, diretor do Draco, “Zé de Lessa” é apontado como o maior assaltante de bancos e carros fortes da Bahia e, hoje, é apontado como o maior fornecedor de drogas na capital e interior. Está foragido desde janeiro de 2014, quando recebeu liberação da Justiça para fazer avaliação médica e retirar uma carta de recomendação profissional e não voltou. Ele também integra o Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública (SSP/BA).

Já “Rogerinho”, segundo a Polícia Civil, é adepto da modalidade criminosa “Novo Cangaço”, em que os assaltantes usam armamento pesado e fazem reféns nos ataques. É acusado também de explodir terminais de autoatendimento, participar de sequestros relâmpagos, roubar imagens sacras e tráfico de drogas. Gilvandro, que ainda não está no Baralho, é responsável por vários assaltos a bancos nos municípios de Barra da Estiva, Amargosa, Castro Alves e Ituberá.