Polícia prende dono de clínica e falso médico em Salvador

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Reprodução/Tv Aratu

Duas pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira (23), por exercício ilegal da medicina e estelionato, durante operação conjunta da Delegacia do Consumidor (Decon), Vigilância Sanitária (Visa) e Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom). A operação apurou denúncias de irregularidades na clínica médica Clicenter, localizada no Edifício Fundação Polítécnica, na Avenida Sete de Setembro.

Nas dependências da Clicenter, as equipes encontraram ainda uma cápsula de césio 137, usada em equipamentos de radiografia, sem, no entanto, constar informações do fabricante ou possuir nota de compra do produto, acondicionada de forma incorreta. Tanto a cápsula quanto a sala serão periciadas para avaliar se oferecem risco de contaminação por radiação. O estabelecimento não possui alvará e nem licença para funcionamento.

O proprietário da Clicenter, Joseval Bispo dos Santos (na esquerda da foto), de 50 anos, e Jaconias Venâncio de Souza Junior, 26, que atendia como clínico geral, foram conduzidos à Decon. Com Jaconias foi encontrado um talão de receitas controladas, além de um carimbo com nome e registro de outro médico. Ele afirmou ter se formado em medicina, numa universidade boliviana, mas não apresentou o diploma. A Decon apurou que ele responde a inquérito por furto de receitas médicas num hospital, em Rondônia, onde morou.

Além do estelionato e exercício ilegal da medicina, Jaconias foi autuado também por falsidade ideológica e tráfico de drogas por prescrever ilegalmente medicamento de uso controlado. Joseval também foi flagranteado por tráfico de drogas. Eles serão encaminhados ao sistema prisional.