Presídio de Feira: rebelião continua e presos mantêm visitantes reféns

Fonte: Da Redação

Crédito da Foto: Reprodução / WhatsApp

Continua na manhã desta segunda-feira (25), a rebelião de presos iniciada na tarde de ontem (24), por volta das 14h, no Conjunto Penal de Feira de Santana, a 109 km de Salvador. Inicialmente havia a informação de que oito pessoas teriam sido assassinadas no local, mas a Polícia Militar confirmou sete mortos, sendo que um dos detentos foi decapitado. Além destes, cinco internos foram feridos à faca. Estes foram liberados, à noite, pelos rebelados e encaminhados para o Hospital Clériston Andrade. Um dos feridos está em estado grave.

A rebelião que, segundo a polícia, ocorre devido a uma briga entre facções criminosas começou quando acontecia a visita de parentes dos presos e algumas pessoas foram feitas reféns, inclusive crianças. Membros da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Feira de Santana estiveram no presídio, a pedido dos rebelados, para intermediar nas negociações que estão sendo feitas com a Polícia Militar. No entanto, o impasse continua na unidade prisional.

Familiares dos presos estão apreensivos desde ontem, pois não sabem o que, realmente, está acontece dentro da penitenciária e temem pela ocorrência de novas mortes.