Preso um dos assaltantes de banco que sobreviveu a acidente com canoa

Fonte: Da redação

Uma equipe de investigadores da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Santo Estevão, prendeu, na quarta-feira (17), o assaltante Luciano Santos Silva, de 19 anos. Ele e mais sete pessoas são acusadas de tentar assaltar o banco Bradesco na cidade de Cabaceiras do Paraguaçu, no dia 4 deste mês.

Segundo o delegado Euvaldo Costa dos Santos, titular da Coorpin/Santo Estevão, Luciano e os comparsas entraram no banco Bradesco daquela cidade e explodiram um caixa eletrônico. Com o barulho da explosão, uma viatura da Polícia Militar, que fazia ronda na região, surpreendeu os assaltantes e houve troca de tiros, mas ninguém ficou ferido. Os assaltantes fugiram sem conseguir levar o dinheiro.

Na fuga, Laércio Ribeiro Sena, o “Fia de Tonho Modesto”, 29, os gêmeos Darlan, o “Mey”, e Darlon Cardoso, o “Kentinho”, 21, e Luiz Ventura Gomes, o “Luizinho”, 20, morreram afogados quando tentavam atravessar de barco o rio Paraguaçu fugindo da polícia. Luciano, Robson Araújo do Divino Amor e outro, conhecido como “Balbino”, conseguiram escapar.

Na delegacia, Luciano confessou à polícia que “Fia” era o líder da quadrilha e que eles estavam armados com submetralhadora, espingarda calibre 12, revólveres e pistolas e que as armas teriam caído no rio Paraguaçu. A polícia continua a procura de Robson e “Balbino”, que estão foragidos. Luciano foi encaminhado à carceragem da Coorpin/Santo Estevão, onde ficará a disposição da Justiça.