Programa Dicas da Saideira fala sobre a mistura “cerveja e futebol”

Fonte: da Redação

Crédito da Foto: Aratu Online

O programa ‘Dicas da Saideira’ da última quinta-feira (5/7) estava em clima de festa e o sonho do “hexa” ainda não havia sido adiado, mas, embora o Brasil não tenha se classificado para a semifinal da Copa do Mundo 2018, o veredito – dizem os cervejeiros – não anuncia o fim da #saideira. É que, mesmo com o futebol verde e amarelo fora de campo nas disputas finais do mundial, a mistura “resenha”, “cerveja”, “bate-papo”, “torcida” e “mesa de bar” parece uma combinação quase perfeita para quem bate um bolão no jogo de virar o copo. Foi com esse clima de “birita e futebol” que o Dicas da Saideira levou para o estúdio um time “porreta” para brindar a 35ª edição.

A discussão da rodada uniu duas forças nacionais: cerveja e bate-bola. No estúdio, Cáscio Cardoso, do blog Bar FC, falou de times, torcida, animação, bebedeira e, claro, também de Copa do Mundo. O publicitário opinou sobre temas polêmicos, como a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, e comentou sobre a capacidade inconfundível dos jogos na mobilização de paixões coletivas. “Pra mim, uma das melhores coisas da Copa do Mundo é você poder reunir tanta gente, muita gente, e todo mundo vibrar junto, viver as emoções daquele momento junto. Acho muito bacana”, pontuou.

Ele esteve ao lado de Nelson Moreira, do Ogro Pub, que também não discute o poder de uma boa mesa para reunir a galera e compartilhar. “O Ogro Pub nasceu em uma roda de amigos. A gente querendo trazer mais e, além de tomar uma cerveja, passar informações, conversar sobre cerveja e saber indicar também. O Ogro Pub é um bar temático. A gente está trazendo um bar diferenciado, um bar tipo irlandês dentro de uma proposta de uma hamburgueria temática. Então você vai lá, se sente à vontade. Tem a banda, tem o pessoal conversando com você. Se você é uma pessoa solitária e quer ir lá bater um papo, senta no balcão, conversa com a gente e fica a noite toda. Estamos tentando trazer essa cultura de volta”, explicou.

E, se o clima de torcida para o jogo das quartas de final no estúdio da TV Aratu era só Brasil, no Ogro Pub – parece que já alertavam – era o estilo “belga” que estava em alta.“Quando a pessoa chega no bar e pede uma artesanal, a gente sempre dá uma indicação de petisco para a harmonização, não apenas com os hambúrgueres. Os rótulos belgas rodam muito bem. É uma cerveja leve, que combina muito com o clima daqui”, comentou Nelson Moreira.

O Nelson, do Ogro Pub, como Cáscio, do Bar FC, e os outros convidados, apostaram que daria Brasil na rodada, mas, se o time não garantiu o título, que venha – com ou sem prêmio – a cerveja!

Quem levantou a bola para o Brasil e fez um resgate sobre os campeonatos já disputados foi a Sommelière de cervejas da Ambev, Carol Loureiro, que falou sobre os rótulos especiais da Brahma para a Copa e destacou o histórico bem-sucedido da seleção no futebol mundial, com 5 títulos invictos, em 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002.

Todos eles – garante a especialista – acompanhados de rótulos particularmente desenvolvidos pela patrocinadora oficial em homenagem aos anos em que o país foi campeão. “A Brahma sempre patrocinou a Copa do Mundo, desde o início. É uma cerveja tradicional do Brasil. O futebol sempre foi uma paixão nacional, a Brahma é uma grande marca nacional, então por que não juntar os dois? É uma coisa que a gente tem da raiz. É impossível você pensar a Copa do Mundo sem ter a Brahma do lado”, enfatizou.

O investimento da marca este ano foi em reviver os momentos da Copa de 94, quando a Brahma lançou “o hino do número 1”, regravado recentemente por Daniela Mercury e Iza para engajar a torcida na busca pelo hexacampeonato.

Desta vez, não rolou a grande taça. Mas o festerê pelas ruas e bares ressalta dizer que não foi por falta de animação. O agito baiano do Dicas, na última rodada, ficou por conta da Banda Nata do Samba, que promete arrastar a galera para a dança em todos os jogos da Copa – mesmo sem Brasil – no Torcida Premium Zen, casa de shows do Rio Vermelho, na capital baiana. “Se tem futebol e cerveja, não poderia faltar o samba, né?”, completou o vocalista da banda.

Quer saber o que rolou na mesa de bar e entender no que deu a junção do sambinha bom com a birita em clima de futebol? Então cole com a gente e assista ao programa completo pelo Facebook do @aratuonline. Acompanhe também pelas redes sociais @dicasdasaideira.

Com a seleção cortada antes das eliminatórias finais, #nãovaiterHexa em 2018, mas, se titubear e der uma moral para o Dicas da Saideira, #vaitersamba, e festa, e muita cerveja para brindar até a disputa do próximo título.

Serviço
Ogro Pub
Rua Capitão Melo, 16 – Stella Maris (Salvador, BA)
(71) 99991-4271

Bar FC
www.barfc.com.br

Banda Nata do Samba
Contato para shows: (71) 99133-9473 ou (71) 99101-9227

Assista ao programa:

LEIA MAIS: Com o apoio da torcida, Bahia quer levantar taça da ‘Lampions League’ hoje na Fonte Nova

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline.