Proposta de mudança do FGTS deve sair hoje, diz líder do governo

Fonte: Terra

Crédito da Foto: Reprodução/Terra

O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE) avaliou que o governo e parlamento logo devem encontrar uma solução para o projeto que muda o cálculo da correção do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a inflação. Guimarães esteve no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente e articulador político do governo, Michel Temer (PMDB), onde tratou da tramitação final do projeto com o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) e cinco ministros.

Estiveram presentes os ministros Gilberto Kassab (Cidades), Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento), Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia) e Ricardo Berzoini (Comunicações).

“Não há decisão final e nas próximas 24 horas encontraremos uma construção coletiva para projeto. A qualquer momento anunciaremos entendimento que preserve o FGTS e a garanta continuidade do Minha Casa Minha Vida”, disse Guimarães, que prega a definição de um denominador comum. “Quando senta para dialogar e construir, não pode ser o que está e nem o que o outro quer. Tem de ser a média. A preocupação do governo é preservar o FGTS e, principalmente, o Minha Casa Minha Vida”, completou.

Guimarães explicou que o ministro Nelson Barbosa e o deputado Rodrigo Maia ficaram responsáveis pelo entendimento no projeto do FGTS entre o governo e a Câmara, mas que a votação no plenário, prevista para esta semana, depende do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) após o relatório do parlamentar, elogiado pelo líder do governo. “Rodrigo Maia ajuda muito e sabe dialogar com o País”.