Empresária sequestrada no Costa Azul é libertada do cativeiro no Sul da Bahia; 12 pessoas participaram do crime

Fonte: Da Redação

Crédito da Foto: Reprodução

A proprietária de um salão de beleza, Arlete Patez, sequestrada na noite do último dia 22, no bairro do Costa Azul, em Salvador, foi libertada pela polícia na madrugada deste domingo (02). A informação foi confirmada pelo ex-marido da vítima, Val Mariotte, e a irmã dela, Beth Patez.

Arlete ficou acorrentada durante 12 dias em um casebre na zona rural de Teolândia. Foto: Divulgação.

Arlete ficou acorrentada durante 12 dias em um casebre na zona rural de Teolândia. Foto: Divulgação.

Segundo Beth, Arlete foi resgatada por uma equipe da Polícia Civil, que estourou o cativeiro em um município da Região Sul da Bahia. Ela não deu detalhes da ação, mas contou que a irmã passa bem e já está em casa com os familiares.

Dois bandidos foram presos e apresentados na tarde de hoje durante uma coletiva de imprensa realizada na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba.

De acordo com Jorge Figueiredo, diretor do Draco, e o delegado Cleandro Pimenta , os bandidos queriam como resgate o valor de R$ 600 mil (que não chegou a ser pago). Eles entraram em contato quatro vezes com a família da vítima. Enquanto isso, Arlete passou  12 dias acorrentada em uma casa da zona rural de Teolândia.

Entre os bandidos,  está um ex-pastor evangélico ,   identificado como Manoel Cândido da Paz, 46 anos, que teria  dirigido o carro durante o sequestro. Outros 10 suspeitos envolvidos no crime estão sendo procurados. A maior parte da quadrilha é da região de Valença. A Polícia Civil e as equipes do Draco trabalham para localizar os demais suspeitos.

Casebre utilizada pelos bandidos para manter a vítima. Foto: Divulgação.

Casebre utilizada pelos bandidos para manter a vítima. Foto: Divulgação.

O caso
A situação aconteceu após a vítima deixar o salão de beleza, acompanhada por uma de suas funcionárias, e ir pegar seu carro. Pelo menos quatro homens chegaram em um carro na cor prata a levaram, deixando seus pertences no local.

A polícia investigou imagens registradas pela câmera de segurança de um estabelecimento da região. Na oportunidade, o ex-marido da vítima e funcionários do salão de beleza prestaram depoimento na 9ª Delegacia Territorial/ Boca Rio.

Atualizada às 17h40.