Ramon Lima apresenta o show Como eu Sou no Teatro do Sesc Senac Pelourinho

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Sidney Rocharte/divulgação

Um swing ímpar, mistura de ritmos, estilos e músicas autorais, é tudo isso que o público encontrará no show Como eu Sou, nome homônimo do segundo álbum do cantor Ramon Lima. O show, que está concorrendo na categoria Melhor Show do ano no Prêmio Caymmi de Música, será realizado no dia 15 de janeiro (quinta-feira), às 20h, no Teatro do Sesc Senac Pelourinho, ao lado da igreja Rosário dos Pretos. O espetáculo apresenta o artista Ramon Lima fixando sua identidade no cenário musical.

Entre o pop, o ijexá, o afoxé, o drum bass, o baião e o samba o público poderá perceber o clima baiano e brasileiro na musicalidade do álbum Como eu Sou. Para Ramon Lima Como eu Sou é “um show empolgante que deixa de ser um simples show e se transforma em uma realização pessoal, onde eu mostro as minhas maiores riquezas que são minhas músicas, exalando a minha verdadeira identidade”, revela o cantor.

O álbum Como eu Sou tem produção de Ramon Lima e composições realizadas em parceria com Victor de Moraes, além de canções com o parceiro Matheus Pessoa e uma homenagem ao compositor feirense, Mimi Omino ao gravar a música Beinho, composta pelo mesmo.

Para receber o público Ramon Lima toca a música Como eu Sou que empresta nome ao CD, ela pretende revelar a possibilidade das pessoas se apresentarem para o mundo como elas realmente são, sem maquiagem ou estereótipos.

Em Brasis, música que ganhou o prêmio de “Melhor Arranjo” no Festival Vozes da Terra em 2009, Ramon Lima transborda melodias drum bass e nordestinas. Na batida pop delicada e solta de Ao Bonfim, é revelada a questão da religiosidade baiana, saudando o senhor do Bonfim, a música é como se fosse uma oração ao santo mais aclamado da Bahia. Em Minha Bahia os compositores Ramon Lima e Victor de Moraes cumprem a bela obrigação de falar da Bahia, lembrando as tradições e os grandes nomes da música, da arte e da literatura gerados por esta terra.

Na metade do show a música Na Areia tem influências de grandes nomes do samba, como Cartola e Noel Rosa.  A Moça, Doida e Cardioparada Cor dia Cor, músicas do primeiro CD de Ramon Lima, chamado Cor dia Cor, lançado em 2007, complementam o repertório por terem conquistado o gosto popular.

A Nova Ordem Mundial é uma música com execução precisa e que a todo instante se renova musicalmente, traduzindo o espanto de como o tempo é pequeno para a amplidão do que se pode viver.

Samba que eu não fiz é talvez a música mais romântica do show, escrita em parceria com Matheus Pessoa, materializa uma situação corriqueira dos cantores, onde o público pede uma canção que não faz parte do repertório do cantor.

Vai Chover tem um andamento visceral e um jeito característico de Ramon Lima tocar o violão. Entrou no show simplesmente para homenagear o amigo e baterista Flaviano Gallo.

Afago entra no show por se tratar de uma música relacionada com o tempo do colegial e foi também a primeira que Ramon defendeu e emprestou a sua forma de cantar. A composição marcou o público em razão da sua melodia singela e interpretação apaixonada de Ramon Lima. A melodia é de Matheus Pessoa e a letra de Mimi Omino.

Para homenagear um dos compositores admirados por Ramon Lima, ele inclui no repertório a música Beinho de Mimi Omino.

RAMON LIMA – Com mais de uma década de carreira, Ramon Lima já obteve algumas conquistas, entre elas, está o prêmio de Melhor Arranjo no Festival Vozes da Terra em 2009, em Feira de Santana, com a música Brasis. Foi selecionado em novembro de 2012, para a semifinal do Festival de Brumado, Bahia. Cursou Técnica Vocal, no Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA). Fez direção musical dos dois álbuns de sua carreira (Cardioparada Cor dia Cor e Como eu Sou) e do show Como eu Sou. Ramon Lima também já abriu o show de artistas renomados como Djavan em 2014 na Prime Music em Feira de Santana e Vander Lee em 2011, na The Best Beach – Ribeira. Em setembro de 2012, apresentou a música Brasis na Mostra Sesc de Música – Ano I e ficou entre os 36 selecionados na Mostra. Em 2012 foi selecionado para a segunda fase do programa Ídolos da TV Record. Em 2013 passa a integrar o Coro Sinfônico do Neojibá, com regência do maestro Paulo Novais.

Serviço:

O que: Show “Como eu Sou” de Ramon Lima
Onde: Teatro do Sesc Senac Pelourinho
Quando: 15 de janeiro (quinta-feira)
Horário: 20h
Ingresso: R$20 (inteira) / R$10 (meia) — CD “Como eu Sou” R$10

Ficha Técnica

Voz e violão – Ramon Lima
Bateria – Flaviano Galo
Guitarrista – Rony Santine
Baixo – Anderson Silva
Violão – Júnior Billi
Iluminação – Viviane Jacó
Técnico de som – Jeferson Souza
Fotografia – Mila Cordeiro
Fotografia e Designer – Sidney Rocharte
Assessoria de comunicação – Dayanne Pereira