Rodoviários e patrões divergem sobre salário e indicativo de greve está mantido

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Arquivo/Aratu Online

Mais uma rodada de negociações terminou sem acordo entre rodoviários e patrões. Desta vez, a reunião foi na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego da Bahia (SRTE/BA), na tarde desta sexta-feira (15). A categoria exige um aumento salarial de 10,75 %, mas o oferecido é 6,42%. A próxima rodada acontece na próxima segunda-feira (18), também na sede da SRTE. Com isso, a greve marcada para o próximo dia 20 está mantida.

Na manhã de hoje, o prefeito de Salvador, ACM Neto, fez um novo apelo para que empresários e empregados cheguem a um entendimento e evitem a paralisações. “Nosso maior objetivo é manter a cidade funcionando normalmente e o transporte público é fundamental para que a nossa rotina não seja alterada. Estamos atentos às negociações (entre empresários e rodoviários), confiamos que o bom senso vai prevalecer e que a população de Salvador não será prejudicada”, disse Neto.

Além do salário, a categoria quer o fim da contrapartida no ticket e no plano de saúde, PLR, contratação de mais mulheres para o setor operacional pelas empresas, gratificação de Carnaval e fim da dupla função para motorista de micro.