Rui Costa – o homem que anda rápido para a “correria” não estacionar na Cidade Baixa

Fonte: Dinaldo dos Santos

Crédito da Foto: divulgação

***

Confiante em sua reeleição, o atual governador Rui Costa (PT) já está com sua cartilha pronta para colocar em prática o programa de governo do quadriênio 2019/2022.

EDUCAÇÃO

  • Ampliar oferta e atendimento por meio da busca ativa escolar, mantendo parceria com o Unicef;
    Priorizar formação continuada dos profissionais, visando valorizar os integrantes da carreira da educação;
    Formação integral do estudante do Ensino Médio;
    Manter investimentos para aprimoramento da gestão pedagógica e administrativa das unidades;

SAÚDE

  • Ampliar os Serviços de Saúde para garantir a regionalização da assistência;
    Investir na qualificação e resolutividade da Atenção Básica;
    Viabilizar a Atenção Integral em tempo oportuno com qualidade;
    Investir em Tecnologia para viabilizar registros qualificados e ampliar resolutividade assistencial;
    Desenvolvimento Industrial farmacêutico;
    Vigilância à Saúde como fomento para a prevenção das doenças;
    Atenção Animal

SEGURANÇA PÚBLICA

  • Fortalecimento das ações de enfrentamento à criminalidade;
    Investimento em Tecnologia da Informação e Comunicação;
    Melhoria das instalações físicas e reaparelhamento das polícias;
    Modernização da gestão;
    Integração com o sistema prisional.

***

CAMINHADA DANÇANTE

Foto: Dinaldo dos Santos / Aratu Online

Para enaltecer os feitos de seu atual mandato e divulgar os novos projetos para a Bahia, o governador participou de alguns eventos em Salvador e em diversos municípios espalhados pelo estado. De acordo com a sua assessoria, durante a campanha, ele fez cinco caminhadas na capital baiana. A primeira delas aconteceu no dia 21 de agosto, na Liberdade, bairro onde viveu sua juventude. Pela Bahia, Rui percorreu, nada menos que 132 cidades.

Muito mais que de costume, o trânsito “engarrafou” na região da Cidade Baixa, em Salvador, no início da tarde do dia 5 de setembro. Àquele momento, o tráfego estava lento ou quase parado no movimentado comércio da Calçada, em plena quarta-feira.

O motivo era a presença de um minitrio estacionado, um pouco mais adiante, no Largo dos Mares. Lá, havia um grande número de pessoas. O grupo com faixas, cartazes e bandeiras se concentrava para acompanhar a “caminhada dançante” da coligação “Mais Trabalho Por Toda a Bahia”.

O carro de apoio cuidava da animação, enquanto o candidato Rui Costa (PT) era aguardado por simpatizantes e correligionários. A essa altura, por volta das 15h, a equipe do Aratu Online estava dentro de um táxi, praticamente parado, na Avenida Jequitaia. O aplicativo utilizado pelo condutor indicava que seriam necessários 30 minutos para realizar um trajeto que, normalmente, se faz em cinco.

Era um tempo apertado para quem desejava cobrir o evento que deveria começar às 15h30. Não adiantava insistir, não ia dar. Foi melhor abandonar o carro nas proximidades da estação de trem da Calçada, para não se atrasar. Ali, decidimos seguir a pé e iniciar, mais cedo, a nossa correria, sem querer plagiar o dono da festa, é claro!

Havia muita gente no Largo dos Mares, o que justificava todo aquele congestionamento na redondeza. À espera do petista, a multidão que foi vê-lo acompanhava, por repetidas vezes, a execução do jingle de campanha do candidato. Em um ambiente como esses, até o mais ferrenho opositor sai cantarolando mentalmente: “aprende por osmose”.

Um boneco gigante dançava no meio do povo, com a pretensão de representar o gestor do estado, enquanto ele não aparecia. Até que enfim, depois de certo atraso, surge o verdadeiro Rui Costa.

Orientada por sua assessoria, a imprensa estava atenta à sua chegada e, mesmo assim, foi inevitável uma mini-coletiva sem a disputa de espaços com populares. Na oportunidade, o atual governador comentou algumas posições sobre segurança pública e criminalidade.

Ele citou que as grandes quadrilhas internacionais do tráfico de drogas são responsáveis por 75% dos homicídios no Brasil, sendo assim, “é tarefa do governo federal trabalhar junto com os estados no combate ao problema”.

Questionado sobre o número de assaltos ocorridos no interior, Rui destacou os investimentos feitos. “Nós criamos várias companhias independentes, levamos o Grupamento Aéreo da polícia para o interior e tivemos, ao longo dos últimos três anos, reduções sistemáticas neste tipo de crime na Bahia”, pontuou, antes de iniciar sua caminhada.

Tão logo, os jornalistas registraram suas observações, a correria, ou melhor, a caminhada tomou seu rumo. Em meio aos “empurrões”, o candidato e sua comitiva ganharam as ruas do bairro do Uruguai. Um misto de timidez e simpatia refletia no semblante do petista, que buscava, o tempo todo, o contato com os populares.

Na companhia de familiares e amigos, a primeira-dama do estado estava na linha de frente do grupo. A sua animação era perceptível, mas a discrição e timidez não destoavam do perfil do maridão.

“Meu filho, eu sou tímida, eu não gosto de falar, não”, disse a sorridente Aline Peixoto à abordagem de nossa reportagem que queria saber suas expectativas com a reeleição de Rui. Porém, logo, resolveu acrescentar. “Eu desejo que seja feito a vontade de Deus! Tomara que ele se reeleja!”.

Fotos: Dinaldo dos Santos / Aratu Online

De acordo com a assessoria do candidato, naquele dia, mais de sete mil pessoas seguiram Rui Costa pelas ruas da Península Itapagipana. Nossa reportagem acompanhou aquela movimentação por cerca de duas horas, uma entre tantas que, com certeza, exigiu um bom preparo físico do candidato que corre em busca da reeleição.

A caminhada, que começou no Largo dos Mares, seguiu pela Rua Direta do Uruguai e terminou na região da Base Comunitária de Segurança.


***