Segundo suspeito de participar do assalto que resultou na morte de PM morre após troca de tiros

Fonte: Da redação

O homem suspeito de participar no latrocínio do policial militar Fabiano Miranda Gomes dos Santos, em Pernambués, morreu após troca de tiros na tarde desta terça-feira (16/8). Em nota, a assessoria da corporação informou que Ângelo Marcio da Silva Portugal, 20 anos, trocou tiros com agentes lotados na Operação Gêmeos.

Ainda conforme da PM, a operação para prender o homem aconteceu por volta das 15h, no bairro de Ilha de São João, em Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador. Os policiais contaram que, ao chegaram no local, foram recebidos a tiros por Ângelo. Houve revide e ele foi baleado.

O suspeito chegou a ser encaminhado para o Hospital do Subúrbio, mas não resistiu aos ferimentos. A ação contou também com a participação de agentes da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Simões Filho) e policiais civil lotados no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que vai investigar o caso.

O ASSALTO 

Fabiano Miranda, lotado no Batalhão Especializado de Polícia Turística (BEPTur), passava pela Rua Thomaz Gonzaga quando foi abordado pelos suspeitos. Ele reagiu à ação e foi baleado. O PM chegou a ficar três dias internados no Hospital Roberto Santos.

Horas depois da ação criminosa, que aconteceu no dia 5 de agosto, Samuel da Silva Oliveira, 29 anos – que também participou do latrocínio – morreu após trocar tiros com agentes do Batalhão de Rondas Especiais (Rondesp).

Na oportunidade, outro homem, identificado apenas pelo apelido de Pastor, também foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Ele não tinha envolvimento na morte do PM, mas, segundo a polícia, estava junto com Samuel. Tudo aconteceu no bairro de Cosme de Farias.