Seleção brasileira de futebol é promessa de medalha no Parapan

Fonte: Da Agência Brasil

Crédito da Foto: Fernando Maia/Divulgação/Portal Brasil 2016

A seleção brasileira do futebol de cinco já ganhou os dois jogos que disputou e é favorita à medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos, de Toronto. O futebol de cinco é a modalidade para atletas com deficiência visual e a seleção do Brasil não perde uma competição desde 2006.

Nesses últimos nove anos a equipe já conquistou duas medalhas de ouro em paralimpíadas, duas de ouro em parapans e dois campeonatos mundiais. Além de todos esses títulos, o melhor jogador de futebol cego do mundo é um brasileiro.

Ricardo Alves, o Ricardinho, está há dez anos na seleção e já foi eleito o melhor do mundo por duas vezes, em 2006 e 2014. Ele perdeu a visão aos oito anos de idade após uma toxoplasmose congênita. Na segunda partida do Brasil no Parapan, contra a Colômbia, o primeiro gol foi dele e o Brasil venceu por 3 a 0.

O jogador explica que com a fama vieram adversários que marcam em cima. “Antigamente eu tinha mais espaço pra jogar. Agora quando eles jogam contra o Brasil o esquema é bem fechado. As equipes entram pensando em se defender”, disse.

Ao falar sobre o título de melhor do mundo, Ricardinho lembra do pai. “Eu agradeço muito ao meu pai, foi ele que manteve vivo o meu sonho de ser jogador de futebol mesmo depois de ter ficado cego. Era ele quem jogava bola comigo quando eu não tinha ninguém para treinar”, contou.

A seleção também ganhou o primeiro o jogo contra Chile, por 6 a 0. A próxima partida é hoje (10), às 18h no horário local (17h no Brasil), contra o Uruguai.

Fábio Vasconcelos é o treinador da equipe do futebol de cinco do Brasil e diz que o segredo do sucesso é que os jogadores já são vencedores. “Por causa dos nossos últimos títulos a equipe do Brasil está sendo muito estudada. Temos que atacar o tempo todo. Tenho um grupo muito bom. Um grupo focado”, disse.

Além do Brasil participam do torneio de futebol de cinco em Toronto as seleções do Chile, México, da Argentina e Colômbia. Os campos foram montados na Universidade de Toronto e as equipes que forem para a final disputam o ouro na sexta-feira (14).