Sindicato diz que rodoviários podem pedir demissão em massa caso greve seja considerada ilegal

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Jean Mendes/Aratu Online

Após o anúncio da paralisação de duas horas na tarde desta quinta-feira (14), os rodoviários ainda não deram certeza se a caminhada que eles fariam dos Aflitos até a Estação da Lapa está mantida. Segundo o diretor do Sindicato, Daniel Mota, é tudo uma questão de dinâmica, mas se a greve for considerada ilegal vai ter demissão em massa.

Os trabalhadores começaram a se reunir em assembleia por volta das 15h e devem definir o rumo do ato. Por volta das 15h40 os coletivos começaram a parar de circular. A previsão é que os motoristas e cobradores dos coletivos retornem as atividades a partir das 17h.

aratu online salvador

Ônibus parados nos Aflitos. Foto: Érica Bonfim

Daniel comentou sobre a possibilidade da justiça decretar ilegal a greve da categoria, marcada para a próxima quarta-feira (20). “Se a justiça decretar isso, os rodoviários vão entregar a carteira na mesa do patrão”, destacou.

A categoria está em estado de greve deste a última quinta-feira (07) quando uma proposta do Ministério Público do Trabalho (MPT), que oferecia um reajuste salarial com base na inflação. mais 2,5% de ganho real, foi analisada e também rejeitada pelos trabalhadores.