Sobe para 775 casos suspeitos em Salvador; Aratu Notícias divulga hoje 2º episódio de série especial

Fonte: Heloísa Gomes

Crédito da Foto: Reprodução

Os números continuam crescendo e preocupando a população. No último boletim divulgado nesta terça-feira (23/2) a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) mostra a evolução da doença, desde o relatório divulgado há 6 dias. De outubro do ano anterior até 20 de fevereiro de 2016, foram notificados 775 casos de microcefalia com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros na Bahia.

LEIA MAIS: Boletim contabiliza 744 suspeitas de Microcefalia na Bahia; Em quatro dias, 43 novos casos surgiram

Antes eram considerados bebês macrocefálicos com perímetro menor ou igual a 33 centímetros, porém um novo acordo de medição foi feito pelo Ministério da Saúde, seguindo critério da Organização Mundial de Saúde (OMS), reduzindo o tamanho da circunferência para 32 centímetros, apenas em caso de partos não prematuros. A medida prevê mais agilidade na identificação dos casos.

Salvador segue líder no ranking com 380 casos notificados, além da capital, mais 126 municípios registraram casos de microcefalia.

Destes casos, 193 foram investigados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), por meio de exames de imagem, sendo que desses, 120 foram confirmados e 73 foram descartados.

Hoje o Aratu Notícias, às 19h20, apresentado por Carla Araujo, exibe o segundo episódio da série especial sobre microcefalia.

Na primeira reportagem foram abordados os desafios da doença e o que causa a má formação do cérebro.

A primeira reportagem da série foi de repórter Paula Ary. A edição é de Daniel Teixeira.

Veja aqui o primeiro episódio da série:

E confira aqui também a entrevista completa com a obstetra Roberta Cabral: