Suspeito de assassinar Pfem é morto em confronto com a polícia

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook

O suspeito de ter deflagrado os disparos que matou a policial militar Dulcineide Bernardete, de 44 anos, foi morto em confronto com a polícia na madrugada desta quarta-feira (17). De acordo com a assessoria da Polícia Civil, Josias Cerqueira dos Santos, 29 anos, conhecido pelo vulgo de “Rato”, foi localizado no Distrito de Açu, proximidades da Praia do Forte, distrito de Mata de São João, Região Metropolitana de Salvador.

Uma operação conjunta da polícia civil e militar, que integra a força-tarefa criada para investigar mortes de policiais organizada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), realizou a ação.O criminoso foi baleado durante a troca de tiros e chegou a  ser socorrido para o Hospital Menandro de Farias, mas não resistiu aos ferimentos.

Na tarde desta terça-feira, guarnições da 47ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Pau da Lima) prenderam Lucas Silva dos Santos, 22 anos, “Machuca”, que confessou ter envolvimento no crime.

dddd

A policial feminina foi morta por bandidos na manhã de segunda-feira (16), no posto de saúde de Pituaçu, em Salvador. Ela era lotada no Subcomando Geral da PM e tinha 16 anos na corporação. O crime aconteceu por volta das 9h, quando três homens armados chegaram em um veículo de cor branca, entraram na unidade, renderam os dois policiais militares de serviço e roubaram as armas deles.

O carro que pode ter sido utilizado na ação foi encontrado na BR-324, na região conhecida como Brasilgás, por equipes da 48ª Companhia Independente (São Cristóvão).

Uma coletiva  marcada para às 15h, no auditório da Polícia Civil, na Pituba, vai esclarecer as circunstâncias do caso e apresentar  além de Lucas, Rodrigo Lima Bonadia dos Santos, integrante da mesma quadrilha e responsável por adulterar as placas dos veículos usados nas ações dos comparsas.