Suspeito de assassinar prefeito de Macajuba pode receber liberdade provisória

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Divulgação/Polícia Civil

O recurso que pede a liberdade provisória do comerciante Flávio Albergaria de Oliveira, de 33 anos, suspeito de assassinar a tiros o prefeito da cidade de Macajuba, Fernão Dias Ramalho Sampaio, 67, no dia 2 de abril deste ano, será julgado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) nesta quinta-feira (09). A pauta será avaliada durante audiência que acontece na 2ª Câmara Criminal, em Sussuarana, a partir das 13h.

No último julgamento, realizado em 28 de maio, o recurso de habeas corpus foi negado. Os advogados Fernando Santana Rocha e Vitor de Sá Santana compõe a defesa do comerciante. Na época do crime, Flávio disse que o homicídio foi motivado pela desapropriação que a prefeitura promoveu de um terreno pertencente à sua família.

O veículo utilizado na ocasião por Flávio, um Fiesta Sedan, de cor preta, placa JRQ-6095, foi localizado pela polícia num sítio, nas proximidades da cidade, no dia seguinte ao crime. De acordo com o delegado Marcelo Cavalcanti, o prefeito parou seu veículo na rua principal da cidade, para cumprimentar um irmão, que caminhava pela calçada, quando foi surpreendido pelos disparos efetuados por Flávio.

O homicida o aguardava a bordo do Fiesta e, ao avistá-lo, desceu e foi em direção à vítima com um revólver calibre 38 em punho. Dezenas de pessoas presenciaram o crime. O comerciante disse que jogou a arma do crime num matagal. Ele não tem passagens anteriores pela polícia.