TANQUE VAZIO: Greve dos petroleiros pode deixar postos sem combustíveis em Salvador

Fonte: Jean Mendes

A greve dos petroleiros que trabalham na BR Distribuidora deflagrada na manhã desta segunda-feira (15/8) em várias cidades do país pode afetar o abastecimento de combustíveis em Salvador. O presidente do Sindicato do Comércio de Combustíveis da Bahia (Sindicombustiveis), José Augusto Costa, prega cautela, mas admite que as bombas podem ficar secas caso o movimento seja mantido.

“Este risco [de falta] pode acontecer. Hoje [segunda-feira] a única base da Petrobras que funcionou na Bahia foi a de Jequié, mesmo assim não sabemos até quando. Neste primeiro momento, nenhum empresário reclamou da dificuldade em comprar os combustíveis”, revela Costa em entrevista ao Aratu Online. Ele projeta que, caso a greve não seja encerrada nesta semana, os motoristas podem ter dificuldade em abastecer a partir da próxima quarta-feira.

Apesar do problema, o presidente do Sindicombustiveis diz não acreditar em um colapso “Em salvador, 40% dos postos são da rede Petrobras. As outras empresas não estão afetadas”. Uma falta geral só aconteceria caso a Petrobras deixasse de fornecer a gasolina, álcool e diesel para outros distribuidores do país.

MOVIMENTO

Os petroleiros não aceitam a venda de 51% da BR Distribuidora, anunciada pelo governo Michel Temer. O movimento grevista atinge também os trabalhadores da Liquigás, segunda maior na distribuição de GLP do Brasil. A decisão da greve foi tomada após assembleia do sindicato da categoria no último dia 11.

Cerca de 70% dos trabalhadores da BR Distribuidora aderiu a greve em oito Estados (São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco, Sergipe, Amazonas e Rio Grande do Sul). O sindicato da categoria espera que trabalhadores de outros estados parem as atividades.