Taxista é preso por filmar partes íntimas de mulher no metrô de São Paulo

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: reprodução / Agência Brasil

Um taxista de 24 anos foi preso nesta última quarta-feira (5/12), no Metrô de São Paulo, depois de uma denúncia de que estaria gravando com um celular as partes íntimas de uma mulher de 32 anos.

Um analista de sistemas de 36 anos presenciou a cena entre as estações Anhangabaú e República da Linha 3-Vermelha e chamou a segurança do metrô. Diante disso, o homem foi abordado e levado à Delpom, Delegacia de Polícia do Metropolitano, na estação Barra Funda.

Lá, o detido confessou a prática e, em sua mochila, foi constatado um buraco para posicionar o celular e gravar. Desse modo, colocava a mochila no chão do vagão, perto da vítima, para captar as imagens.

Às autoridades o taxista disse cometer o ato tão somente para satisfazer seu “fetiche”. A mochila e o celular foram apreendidos e, segundo os policiais, há a suspeita de que o homem vinha praticando essa ação há vários dias.

LEIA MAIS: Petrobras demite gerente que foi auxiliar de Dilma; rumores indicam ação de Bolsonaro
 
Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.