TEMPORÁRIO: Limite de R$ 1,5 milhão para imóvel financiado com FGTS valerá somente em 2017

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Reprodução | Internet

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira (16/2) o aumento para R$ 1,5 milhão do limite permitido para financiamento de imóveis com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que cobra juros menores que os demais financiamentos de mercado.

Porém, a regra será temporária, com validade de 20 de fevereiro de 2017 até 31 de dezembro deste mesmo ano.

Concedidos com recursos do FGTS e da poupança, os financiamentos do SFH cobram juros de até 12% ao ano. Acima desses valores, valem as normas do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), com taxas mais altas e definidas livremente pelo mercado.

LEIA MAIS: CORAGEM: Homem se joga em tela de proteção do 30º andar para comprovar serviço; Veja vídeo

O novo teto de R$ 1,5 milhão valerá para todas as regiões do país. Em nota, o Ministério do Planejamento informou que a medida ampliará o acesso dos mutuários a financiamentos mais baratos.

“Com a mudança, os mutuários terão acesso não só às taxas de juros aplicáveis ao SFH, em geral mais baixas do que aquelas vinculadas a outros tipos de operações imobiliárias, mas à possibilidade de movimentar os recursos de suas contas vinculadas do FGTS para o pagamento de parte das prestações ou para a amortização dos financiamentos, desde que observados os demais requisitos legais e regulamentares que regem o fundo”, destacou a nota.

LEIA MAIS: LEIA MAIS: FAXINA NATURISTA: Diarista cobra R$ 175 para limpar residências totalmente nua

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/portalaratuonline.