Trânsito na Ladeira da Montanha é interditado para demolições de imóveis que oferecem riscos

Fonte: Da Redação

Crédito da Foto: Reprodução

Segue até o próximo domingo (24) o processo de demolição dos imóveis e outras estruturas que apresentam alto risco de desabamento no Taboão, Ladeira da Preguiça, Ladeira da Montanha e Ladeira da Conceição. Para isso, será interditado nesta sexta-feira (22) o trânsito na Ladeira da Montanha entre 8h e 14h para viabilizar a entrada de máquinas e garantir a segurança de pedestres e motoristas. Também será necessário interditar o trânsito no sábado (23), no mesmo período, na Ladeira da Conceição, onde serão realizadas novas demolições.

Grande parte dos trabalhos em execução está concentrada na Ladeira da Montanha. Só nessa região, 12 imóveis já foram desocupados e até o final de semana serão realizadas todas as demolições necessárias entre o Comércio e a Montanha. Os trabalhos serão finalizados ainda hoje no Taboão, onde houve uma demolição e foi retirada uma estrutura de escora de mais de 15 metros e altura.

Na Ladeira da Preguiça, três prédios e uma casa já foram demolidos. Já na Ladeira da Conceição, os trabalhos ainda serão iniciados no sábado para demolição de uma residência e um estabelecimento comercial. As intervenções são realizadas pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) e contam com anuência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), já que os imóveis são tombados.

Cerca de 30 famílias já foram removidas dos imóveis considerados de alto risco em toda a região e estão recebendo auxílio moradia, no valor de R$ 300,00 mensais, benefício que pode ser concedido por um período de até um ano. Dessas, 12 famílias residiam na Ladeira da Montanha, num local considerado de alto risco e de difícil acesso. Algumas estão sendo cadastradas para recebimento do auxílio emergência, que chega a três salários mínimos, proporcional às perdas de bens móveis.

Assistência – Já foram concedidos 1.831 auxílios financeiros desde que as fortes chuvas começaram a atingir a cidade, seja o moradia ou o emergência. Receberam o auxílio moradia 1.310 famílias e outras 521 foram contempladas com o auxílio-emergência. Dessas, 363 receberam um salário mínimo, 51 dois salários mínimo e 107 três salários mínimos. Para ter acesso aos benefícios, é necessário procurar a Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps). São oferecidos ainda abrigos em Pau da Lima, San Martin e Amaralina.