TRAPALHADA: Polícia volta atrás e diz que integrante do “Baralho do Crime” não foi preso

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: divulgação/SSP

A Polícia Civil voltou atrás na tarde desta sexta-feira (10/3) e disse que Adilson Santana da Silva, conhecido como Patrão, não foi preso. Na quinta-feira (9/3), o órgão informou que o suspeito, integrante do “Baralho do Crime”, tinha sido flagrado durante operação conjunta envolvendo também a Polícia Militar na Ilha de Itaparica.

Na verdade, foram presos: Rodrigo Araújo Pedro, 21 anos e Ednilson Nascimento dos Reis, 46. Eles foram localizados em Bom Despacho. Já Vitor de Jesus, 18, estava em outra casa no mesmo bairro e também foi flagranteado. As prisões ocorreram durante cumprimentos de mandados de busca e apreensão.

Rodrigo, Ednilson e Vitor foram presos na operação. Foto: divulgação/Polícia Civil

Doze pessoas foram conduzidas à 19ª Delegacia Territorial (DT/Itaparica) durante a operação, ouvidas e liberadas. Como muitos deles estavam sem documento, inicialmente, acreditou-se que Adilson estaria entre eles devido à semelhança, mas isto não foi confirmado. O traficante era alvo principal da ação.

LEIA MAIS: Traficante do “Baralho do Crime” é preso em megaoperação que levou 16 para a delegacia

Ednilson e Rodrigo foram autuados por tráfico de drogas, associação ao tráfico e posse ilegal de arma. Vitor vai responder pelos mesmos crimes e também por corrupção de menores, pois um adolescente de 17 anos o acompanhava na hora da prisão. O garoto foi entregue aos pais.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.