Vereador de Camaçari preso durante operação conjunta é liberado da Cadeia Pública

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: reprodução/Facebook

O vereador e pré-candidado à Prefeitura de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador, Elinaldo Araújo (DEM), foi liberado da Cadeia Pública no início da tarde desta sexta-feira (11). Ele foi preso na tarde de quinta-feira na “Operação Caronte”, deflagrada para cumprir mandados de prisão preventiva contra suspeitos envolvidos com enriquecimento ilícito, lavagem de dinheiro, organização criminosa e exploração do comércio ilícito do jogo do bicho.

A Secretaria de Administração Penitenciária da Bahia (Seap) disse que o edil foi liberado por volta das 12h20 depois que a Justiça expediu o habeas corpus. A secretaria não confirmou se Pedro de Souza Filho, preso na mesma operação, também foi liberado. Cristiano Araújo da Silva e Ivan Pedro Moreira de Souza continuam sendo procurados.

A organização, segundo a polícia, movimentou a quantia de R$ 5 milhões, sem que houvesse a comprovação de uma fonte legal. As análises técnicas das quebras de sigilos bancários e fiscal foram realizadas pelo Laboratório de Lavagem de Dinheiro, da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Os quatro e mais Ivana Paula Pereira de Souza da Silva, mulher de Antônio Elinaldo, são investigados desde 2014, quando o Ministério Público recebeu informações da existência de uma organização criminosa que enriquecia com o comércio ilícito do ‘jogo do bicho’, na cidade de Camaçari. A organização, que já atuava há 28 anos na cidade, tinha até um nome: “Pinta”.